Biografia do autor

Author Picture

Arthur Machen

Nascido em março de 1863, o autor galês (natural de Monmouthshire) é uma daquelas raras personalidades literárias dotadas de um inenarrável talento e versatilidade: jornalista, contista, romancista, ensaísta, místico e até mesmo ator. Tamanha força seminal não poderia deixar para trás um rastro menor que o brilho de veredas fantásticas, e que levam os leitores, ainda hoje, mesmo depois de quase noventa anos após sua morte, a paragens maravilhosas e sombrias. A dicotomia na obra de Machen é um ponto-chave para compreender sua estética.
A fantasia obscura (dark fantasy), marcada por traços de um misticismo simultaneamente macabro e encantador, sublima a experiência do fantástico a um nível aterrador de descobertas nem sempre agradáveis.
O autor galês explora essa característica do gênero com maestria, burilando em seus manuscritos hieroglíficos, narrativas que, a priori, passam ao leitor a impressão de estarem diante de um enigma mundano e superficialmente
especulativo; contudo, o desenrolar das tramas em “O Povo Branco & O Selo Negro” mostra que qualquer enigma, mesmo que resolvido, pode ainda resultar na gênese de um grande mistério.